Fatores distintivos

A formação é um dos pilares mais importantes da iTGrow.

A missão da iTGrow é desenvolver talento em jovens que tenham decidido seguir uma carreira informática, através da sua exposição às melhores práticas e envolvimento em projetos exigentes, no domínio da Engenharia de Software

De forma a colaborar ativamente no desenvolvimento de competências e crescimento profissional dos seus colaboradores, a iTGrow aposta numa formação que decorre em paralelo com a integração num projecto real. Desta forma, torna-se possível conciliar a prática dos projetos com formação teórica, acelerando a capacidade de retenção de conhecimentos por parte dos formandos.

Os três Programas de Tutoria (Tutoria EngenhariaTutoria Gestão de Projetos e Tutoria Safety Critical) foram desenhados especificamente para a iTGrow e constituem já uma imagem de marca do plano formativo da empresa. Têm por base a partilha de experiência de um engenheiro sénior com os novos elementos que chegam à equipa. O objetivo das sessões de tutoria é apresentar, de forma estruturada, os processos da empresa, com exemplos práticos, complementando-se a experiência que os colaboradores têm nos projetos em que estão inseridos. 


Na iTGrow a formação tem 4 componentes distintas:

Formação on-the-job: Passagem de conhecimento informal, dinamizada pela equipa de projeto onde o colaborador está inserido (ninguém trabalha sozinho). Garante-se que todos os juniores têm acompanhamento senior de proximidade, no contexto do desafio tecnológico que lhes foi atribuído, existindo sempre um colega ao lado disponível para esclarecer questões ou confirmar a qualidade do trabalho desenvolvido.

Programas de tutoria: Trata-se do coração do programa formativo, são programas inovadores e foram desenhados especificamente para a iTGrow. Pretendem acelerar a curva de aprendizagem dos novos colaboradores passando-lhes, de forma estrutura, todas as práticas e processos usados na empresa. Baseiam-se na partilha de experiência de pessoas mais seniores e tem como objetivo alargar os horizontes para além da realidade concreta do projeto em que cada colaborador está inserido.

Formação em soft-skills: Ações de formação dinamizadas 1 a 2 vezes ao ano, totalmente focadas no desenvolvimento de competências comportamentais como Comunicação, Gestão de Tempo e Orientação ao Cliente.

Formação complementar: Os conteúdos deste tipo de formação são identificados em função das necessidades específicas dos projetos, ou funções a desempenhar, podendo também ser necessárias para colmatar alguma lacuna de base detetada. Neste campo, são frequentes as formações linguísticas (Inglês e Alemão) e formações técnicas (testes, tecnologia e linguagens de programação).


Inscreve-te!