FAQs

Perguntas Frequentes



iTGROW Governance:

A iTGROW – Software e Sistemas, A.C.E. é uma empresa criada pelo BPI e Critical Software com o objetivo de atrair, selecionar e complementar a formação de jovens engenheiros mediante um programa de formação e treino de competências on-the-job.

A.C.E. significa Agrupamento Complementar de Empresas, uma das formas jurídicas previstas para constituição de empresas.

Sim, a Critical Software é uma das empresas membro da iTGROW, o que significa que os colaboradores da iTGROW podem estar inseridos em equipas de projeto da Critical. 

Os escritórios da iTGROW localizam-se nas instalações da Critical Software em Coimbra e na Maia. As moradas são:

SEDE iTGROW:
Parque industrial de Taveiro, Lote 48 
3045-504 – Coimbra, Portugal

Escritório iTGROW:
Rua Engº Frederico Ulrich, nº 2650
4470-605 Moreira da Maia – Portugal

O Banco BPI é uma das empresas que participa no capital da iTGROW. Os engenheiros iTGROW podem estar a desenvolver soluções para o BPI, seja nas instalações da iTGROW ou nas instalações do Banco.



Submissão de Candidaturas:

Podes submeter a tua candidatura no separador “Junta-te a nós” do nosso website www.itgrow.pt ou enviando CV para jobs@itgrow.pt.

Não, podes submeter a tua candidatura a qualquer momento. Se tiveres um perfil enquadrável num dos nossos projetos, serás contatado na próxima ação de recrutamento. 

Os dados dos candidatos à iTGROW ficam guardados numa base de dados pelo que, mesmo não sendo selecionado num dado momento, esse candidato poderá vir a ser considerado posteriormente para uma nova vaga, não sendo necessário que o candidato volte a submeter a sua candidatura no site. Contudo, poderá sempre fazê-lo, nomeadamente se pretender candidatar-se a uma função diferente da selecionada na primeira candidatura.

Não necessariamente. Um candidato à iTGROW que tenha a licenciatura concluída integra a equipa numa situação de estágio profissional. Caso não a tenha concluído, pode vir a juntar-se à iTGROW numa situação de estágio curricular.

A iTGROW recruta pessoas sem experiência profissional significativa, integrando-as num programa de formação que potencia o início da sua carreira profissional. Se tiveres 3 anos de experiência profissional em IT, o mais indicado será submeteres a tua candidatura diretamente na Critical Software. A iTGROW funciona como ponte de transição e aceleração entre o curso e a Critical ou BPI, pelo que é ajustada a candidatos sem experiência na área.

Não, se tiveres concluído o curso de informática ou equiparado mais tarde, poderás sempre candidatar-te à iTGROW. O público alvo são pessoas que não têm experiência profissional significativa na área de desenvolvimento informático, independentemente da idade.

Claro que sim, na iTGROW pode começar a sua carreira na área de informática. Temos um programa de formação e acompanhamento estruturado que potenciam o desenvolvimento de competências nesta área, especialmente relevante para quem ainda não tem experiência no desenvolvimento de software.
Sim, os alunos que se encontrem ainda a estudar podem submeter o seu CV no website www.itgrow.pt ou enviar para jobs@itgrow.pt, dando indicação de que estão interessados em conseguir um estágio curricular na empresa. A iTGROW tem protocolos de colaboração com algumas instituições de ensino, como seja: FCTUC, ISEC, FEUP, ISEP, UM, UA e IPL. Nestes casos, o aluno poderá candidatar-se às propostas de estágio da ITGROW, através dos canais usados para o efeito na sua instituição de ensino.
Não, na iTGROW recrutamos maioritariamente candidatos com curso superior em Engenharia Informática, Electrotécnica ou Biomédica, bem como em Telecomunicações, Física ou Matemática. Podem ainda ser elegíveis candidatos com outras licenciaturas, desde que demonstrem conhecimentos e interesse pela área de desenvolvimento de software.
Sim, candidatos com curso superior em Física ou Matemática também podem vir a integrar a equipa da iTGROW. Na verdade, apesar de termos maioritariamente projetos de desenvolvimento de software, não integramos apenas programadores na equipa. São diversas as funções que podem ser desempenhadas na iTGROW: por exemplo ao nível da algoritmia, testes de software, documentação processual, etc.



Processo de Recrutamento e Seleção:

Sim, a iTGROW tem um processo de recrutamento e seleção específico que, após triagem curricular dos candidatos, é marcado por três momentos distintos:

  • Provas técnicas e comportamentais – durante um dia os candidatos selecionados são sujeitos a provas técnicas (provas de programação e de raciocínio lógico-matemático) e comportamentais (participação numa dinâmica de grupo).
  • Entrevista técnica – os candidatos que tenham tido sucesso na fase anterior, são convidados a dirigir-se às instalações da iTGROW para uma entrevista individual em que se pretende conhecer melhor o candidato e esclarecer conhecimentos técnicos referidos no seu Currículo.
  • Entrevista final – havendo sucesso nas duas fases anteriores de recrutamento, a direção da iTGROW reúne individualmente com o candidato para apresentação das várias componentes da proposta de estágio.

Sim, a iTGROW mantém uma base de dados relativamente a candidaturas recebidas pelo que, mesmo que um candidato não tenha sido selecionado para uma determinada vaga num dado momento do tempo, pode sempre vir a ser considerado num projeto futuro que esteja mais enquadrado no seu perfil.

A iTGROW tem projetos em curso nos seus dois escritórios e também no estrangeiro. A preferência do candidato acerca do local de trabalho é considerada aquando se seleciona uma pessoa para um projeto. Se o candidato mostrar disponibilidade para trabalhar em vários locais pode aumentar a sua probabilidade de ser selecionado porque passa a ser considerado para as vagas abertas em ambos os escritórios.

Sim, a iTGROW atribui um subsídio de instalação nos primeiros 6 meses de estágio aos colaboradores que são forçados a instalarem-se numa nova cidade quando tal não seria necessário se ficassem no escritório da sua preferência.

Esta mudança de escritório é frequente e fácil de promover quando existe conciliação de interesses entre as partes (colaborador e empresa/projeto). Tem sido possível atender a pedidos de mobilidade dos colaboradores no prazo de 2-3 meses.



Plano de Formação:

Sim, o plano formativo que a iTGROW oferece aos seus colaboradores, especialmente durante o período de estágio, é um dos aspetos distintivos que constituem uma mais-valia da proposta de valor da iTGROW. Trata-se de uma formação de carácer prático, com aplicação à realidade da empresa e dos desafios dos projetos que tem como objetivo acelerar a curva de integração dos novos colaboradores potenciando o desenvolvimento das suas competências.

A iTGROW promove formações em áreas diversas tendo como objetivo o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais de todos os elementos da sua equipa. Existem formações em focadas em metodologias e processos de desenvolvimento de software, gestão de projetos, áreas de negócio específicas, tecnológicas. A iTGROW promove ainda formações orientadas ao treino de utilização de ferramentas, formações linguísticas, de comunicação, orientação ao cliente e gestão de tempo, entre outras.

Inicialmente o programa formativo centra-se mais na metodologia de desenvolvimento, processos e ferramentas utilizadas do que propriamente na especificidade de uma tecnologia. Numa segunda fase, é possível o formando integrar formações desta natureza. A linguagem C é considerada na empresa como uma importante base de conhecimento que o candidato deve já possuir quando inicia o seu percurso profissional. A partir daí poderá aprender outras linguagens, seja em contexto on-the-job por treino no projeto seja em sessões de formação em sala.

Não, na iTGROW os candidatos são integrados em projetos reais da Critical e do BPI, ao mesmo tempo que frequentam as sessões de formação, pelo que se trata de uma aprendizagem simultânea com participação em projetos práticos. Por este motivo, pode não ser apropriado considerar a iTGrow uma academia de formação porque o que se promove não é formação académica mas sim formação com forte aplicação prática no contexto de projetos reais na área das tecnologia de informação.

No limite, pode considerar-se que os 12 meses de estágio profissional na iTGROW constituem um período formativo. Além da formação contínua, no contexto do projeto em que está inserido, os colaboradores têm também acesso a um plano de formação em sala que, no primeiro ano, tem uma duração aproximada de 100h.



Desafios Tecnológicos:

Não, a iTGROW não tem projetos próprios. Quanto se juntam à iTGROW os colaboradores são integrados em projetos de desenvolvimento de software da Critical ou do BPI trabalhando em equipa com colaboradores destas duas empresas. 

Integrando a iTGROW podes participar em projetos do BPI e da Critical, em todas as áreas de negócio em que estas duas empresas operam. Podem ser projetos nacionais ou internacionais relacionados com áreas de negócio tão diversas como: banca, governo, seguros, espaço, defesa, transportes, etc.

Não necessariamente, porque há na empresa algumas funções que, embora estejam relacionadas com a engenharia de software, não focam diretamente a competência de programação. Exemplo disso são a área de testes e qualidade de software onde existem frequentemente elementos com formações académicas diferentes de informática (física, matemática, etc). 

São muito diversos os contextos tecnológicos em que um colaborador pode ficar inserido em contexto iTGROW sendo que fomentamos a transição entre eles durante o percurso na empresa como forma de crescimento profissional. Destacamos as tecnologias Java, .Net, Base de Dados e as competências de Verificação & Validação e de Testes de Software como as mais utilizadas.

Sim, é esse o conceito da iTGROW: estamos preparados para integrar nas nossas equipas de projetos jovens sem qualquer experiência profissional. Queremos acompanhá-los de forma aproxima e disponível durante os primeiros anos da sua carreira profissional para que tenham oportunidade de crescer profissionalmente, aplicando em contexto real os conhecimentos que adquiriam nos seus cursos superiores.

Dificilmente existe na iTGROW o cenário de um elemento a trabalhar num projeto sozinho: os projetos são todos desenvolvidos em equipa para fomentar a partilha de conhecimento e o desenvolvimento de competências.
Sim, todos os projetos da Critical ou do BPI onde o colaborador da iTGROW está inserido têm pelo menos um elemento mais experiente responsável pelo seu acompanhamento e formação on-the-job de cada elemento júnior. As equipas são bastante disponíveis para integrar novos elementos estando preparadas para passagem estruturada de conhecimento. Adicionalmente, todos os elementos da iTGROW têm um tutor, fora do contexto do projeto, que contribui para a sua formação apoiando-os no seu percurso.
Sempre que possível, a iTGROW tenta enquadrar os colaboradores em projetos da sua área tecnológica preferencial. Contudo, é importante que a equipa seja flexível, capaz de responder aos desafios do mercado, pelo que é essencial que os colaboradores estejam preparados para trabalhar, se necessário, noutras áreas. Durante o percurso na iTGROW, a experimentação de áreas tecnológicas diferentes é importante porque promove o alargamento de competências base, sendo este fator relevante no percurso de crescimento profissional da equipa.



Carreira na iTGROW:

Os elementos da iTGROW começam o seu trajeto na empresa no contexto de um estágio profissional que funciona como período experimental. Caso tenham sucesso, estarão em condições de avançar para um contrato de trabalho que prevê possível revisão salarial e/ou de categoria profissional a cada 6 meses, sempre de acordo com as avaliações de desempenho que o colaborador for obtendo durante o seu percurso profissional.

Sim. Apesar da maioria dos colaboradores integrar a empresa e contexto de estágio profissional, a iTGROW recebe anualmente cerca de 5 a 10 alunos para realização do seu estágio de fim de curso em contexto empresarial. Caso concluam esta fase com sucesso, poderão realizar um estágio profissional na iTGROW iniciando o percurso profissional típico e comum aos restantes colaboradores da empresa.

Os elementos da iTGROW podem permanecer na iTGROW por um período mínimo de 6 meses ou um por um período máximo de 3,5 anos. Variáveis de contexto podem justificar excepções a esta regra.

Se após 3 anos na iTGROW o colaborador tiver desenvolvido as competências esperadas e conquistado níveis de autonomia compatíveis, o percurso mais natural será o de transitar para uma das empresas do Grupo (BPI ou Critical). Outras soluções poderão ser consideradas em função do contexto, no caso de ambas as partes estarem interessadas na continuidade.

O candidato admitindo à iTGROW começa o seu percurso como estagiário (intern). Tratam-se de estágios profissionais para quem já acabou o curso ou de estágios curriculares para quem pretende realizar em contexto empresarial o trabalho de fim de curso.

Os estágios profissionais têm, preferencialmente, uma duração de 12 meses para conseguir acomodar a realização de dois momentos de avaliação de desempenho (semestral).

Completando o estágio profissional com sucesso, será celebrado um contrato de trabalho ficando associado à categoria profissional de Junior Engineer I.

Sim, na iTGROW a evolução na carreira profissional é baseada no mérito e, portanto, consoante os resultados das avaliações de desemprenho realizadas, cada colaborador vai evoluindo na carreira profissional ao seu ritmo, percorrendo as diversas categorias profissionais definidas no plano de carreiras.

As avaliações de desempenho são um processo essencial na iTGROW, pelo que qualquer elemento é submetido a essas avaliações semestralmente.

Sim, o modelo de avaliação de desempenho prevê que o colaborador tenha mais um ciclo de avaliação de desempenho após um feedback menos positivo, para se poder criar uma oportunidade de melhoria e alinhamento da trajetória. Neste sentido, o colaborador terá o apoio do seu “facilitador” cuja missão é precisamente dar os ponteiros para melhoria de desempenho contribuindo para aproximar o trabalho realizado daquilo que é esperado para essa pessoa.

Na iTGROW, os novos elementos são integrados em sessões de tutoria que servem precisamente para apoiar e acompanhar, de forma estruturada, a primeira fase do seu percurso profissional na empresa. Além disso, há elementos seniores em cada uma das equipas de projeto com a responsabilidade de formarem on-the-job os elementos inexperientes que vão acolhendo na equipa.  

Sim, na iTGROW todos os colaboradores (excepto os estágios curriculares) podem receber prémios de desempenho semestralmente, na sequência dos resultados das avaliações de desempenho efetuadas. São elegíveis para prémios de desempenho, os 3 níveis superiores da escala de avaliação.

Sim, uma vez que a iTGROW pertente à Critical e ao BPI, para todos os efeitos, quando o colaborador transita para uma destas empresas, herda toda a situação contratual que estabeleceu previamente com a iTGROW. 

A mobilidade internacional é possível para os membros da iTGROW. O período de permanência no estrangeiro pode ser mais ou menos longo, de acordo com o contexto do projeto de engenharia que estiver em causa. Possíveis geografias: Reino Unido, Alemanha, Itália, Brasil, Moçambique, entre outras.